TU, PORÉM, VAI ATÉ O FIM! – RETIRO DE JOVENS DE TAQUARA

TU, PORÉM, VAI ATÉ O FIM! – RETIRO DE JOVENS DE TAQUARA

Você já parou para pensar no motivo pelo qual muitos jovens que conheceram a Cristo, acabam se desviando dos Seus caminhos e rejeitando o chamado de Deus para suas vidas? Ou o que motiva o jovem que faz diferente, perseverando na presença de Deus, com desejo de ir até o fim da sua carreira? Em Lucas 10.38-42 a bíblia nos conta a história de duas mulheres, as irmãs Marta e Maria, que receberam Jesus em sua casa. Ambas conheciam a Jesus, mas ao receberem o Mestre, tiveram atitudes diferentes uma da outra. Marta possuía muitos afazeres e não pôde recebe-lo da maneira que merecia. Já Maria, se assentou aos pés de Jesus para ouvir sua Palavra. Aqui está a diferença: Maria priorizou estar com Jesus, priorizou ouvi-lo e adora-lo. Glória a Deus!

Por este motivo, nos dias 22 e 23 de fevereiro, a Juventude Restauração da Área de Taquara/RS também priorizou estar aos pés de Jesus, em jejum, oração e escutando a Sua Palavra.

Sábado pela manhã, os jovens estavam em espírito de oração, clamando ao Senhor pela Sua presença. Deus, pela sua infinita misericórdia, se fez presente desde o início. Os jovens oravam, adoravam, e Ele se manifestava.

À tarde, os que estavam presentes foram privilegiados pela Palavra de Deus ministrada pelo Coop. Anderson, dirigente da Congregação Rolante/RS. Inicialmente, leu a passagem de 1 Coríntios 11.31-32 para ministrar sobre o “autojulgamento do ser humano”. Ressaltou que é dever de todo crente julgar a si mesmo, analisando suas atitudes diante de Deus. “Mas como é difícil!”, enfatizou o pregador. O ser humano está mais apto a julgar os outros do que a si mesmo, e quando julga a si mesmo, o faz de maneira errada, com prepotência, pensando que Deus está se agradando da maneira com que nos relacionamos com Ele. Por isso, o jovem crente deve tomar cuidado ao julgar a si mesmo. A humilhação é o melhor caminho para o reconhecimento da dependência da graça de Cristo, como mostra a oração do publicano em Lucas 18.13.

Sábado à noite, a igreja foi aberta para um culto público, dirigida pelos jovens que estavam em retiro. A ministração ficou a cargo do Pb. Tiago Davila, de Taquara/RS, que trouxe como base da mensagem a passagem de 1 Pedro 2.9-10. Apontou que o crente não deve andar abatido e desanimado, porque o povo de Deus é renovado todos os dias através da Palavra e da oração. A geração elegida por Deus deve fazer a diferença neste século para que almas venham cada vez mais se voltar para Cristo. Ao final, os jovens e demais presentes receberam um renovo do Espírito Santo, por meio da oração.

No domingo os jovens se despertaram cedo para estarem em oração, intercedendo para que a glória de Deus se fizesse presente também no encerramento do retiro. Após, um período de adoração levou os jovens a entoarem louvores a Deus. Sem seguida, o Dc. David Maia, Supervisor de Jovens da Região Nordeste, assumiu o trabalho, trazendo também um estudo bíblico aos presentes.

Com foco no tema do retiro “Tu, porém, vai até o fim” (Dn 12.13a), o pregador falou sobre as fases da caminhada do crente: início, meio e fim, normalmente marcadas por aprendizado, avivamento e perseverança. Relatou também a história de Pedro, que durante sua caminhada teve um histórico de quedas, mas também de escaladas; altos e baixos. Muitas vezes de incredulidade, mas também de crescimento na fé. A vida cristã é assim, mas o interesse de Deus é que sua igreja chegue até o fim! A cada degrau, um aprendizado. Aleluia!

Os jovens de Taquara agradecem a Deus por mais essa oportunidade de passar um final de semana na presença dEle. Também, aos líderes, supervisor e todos que se empenharam para fazer com que esses momentos fossem eternizados no coração de cada jovem.

Pilar de Comunicação – Juventude Geração Eleita de Taquara/RS

About The Author

Related posts

X