UM ENCONTRO TRANSFORMADOR COM A VERDADE

Hoje, completamente livre das drogas, Ronaldo serve a Deus na Sede Internacional do Ministério Restauração
Hoje, completamente livre das drogas, Ronaldo serve a Deus na Sede Internacional do Ministério Restauração

Meu nome é Ronaldo Restelli Souza, tenho a idade de 34 anos e sou natural de Caxias do Sul/RS.

Fui usuário de drogas por mais de dez anos. Hoje eu vejo que isso foi a consequência de um lar sem Deus… Mãe espírita, pai alcoólatra, um irmão nove anos mais velho e muitas brigas e discussões dentro de casa.

Minha primeira experiência com droga foi aos quatorze anos, quando ingeri muita bebida alcoólica, tendo que ser levado em coma alcoólico a um posto de atendimento de emergência para ser medicado… Esse foi o começo de uma caminhada de dor e sofrimento.

Aos quinze anos, perdi meu pai, e isso mexeu muito comigo. Vendo a minha inclinação para as drogas e na tentativa de me guardar do pior, as cobranças dentro de casa se intensificaram, e os desentendimentos também. Comecei a procurar conselhos em pessoas que se diziam minhas amigas, mas, na verdade, tinham tão pouca experiência quanto eu; amizades essas que me apresentaram as luzes coloridas do mundo e, também, as drogas. Conheci a maconha fazendo pouco uso; com o tempo, comecei a fazer uso todos os dias, várias vezes ao dia. Após, conheci a cola de sapateiro, loló, cocaína e crack – e esse último me levou ao fundo do poço.

Minha mãe observava a tudo e tentava me aconselhar, mas não tinha resultado diante da minha rebeldia e agressividade. A minha situação piorava, e eu mentia a mim mesmo dizendo que, quando realmente quisesse, eu pararia. Perdi empregos bons, em que exercia cargos de confiança, e as pessoas começaram a se afastar de mim. E eu achava que eram eles quem estavam errados…

Sem dinheiro, comecei a praticar pequenos furtos em casa, ao ponto de ser privado de entrar em minha própria casa… E só então percebi o tamanho da destruição que as drogas haviam causado… Em uma certa data comemorativa, percebi que estava sozinho, sem ninguém próximo, nem mesmo aqueles que se diziam amigos. Nesse momento, em lágrimas, prostrei-me diante de um quadro de Jesus e clamei. Após algum tempo, eu reconheci que não podia mais suportar aquela situação.

Comecei a me lembrar de todos os livramentos de morte que Deus havia me dado e pedi ajuda à minha mãe. Ela prontamente me estendeu a mão e me encaminhou a uma clínica de desintoxicação, onde permaneci por 20 dias. Após, fui encaminhado ao Desafio Jovem de Três Coroas e, ali, Deus mudou minha vida!

Uma das primeiras palavras que ouvi foi a do Evangelho segundo João 8.32: “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. Questionei qual seria essa verdade que liberta, e tive a resposta no mesmo capítulo 8.36: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Naquele momento, vim a entender que a palavra de Deus é que iria mudar minha vida.

Aceitei a Jesus e abri meu coração para Ele! Por bondade e misericórdia de Deus, tive muitas experiências em meio a orações, jejuns e subidas ao monte que acrescentaram minha fé. Permaneci no Desafio Jovem por um ano e quatro meses, saindo daquele lugar transformado.

Em cada visita, minha mãe percebia a mudança e, nos cultos da família, ela também foi sendo alcançada.

Vim para Porto Alegre no ano de 2008, ingressando na IPAD Ministério Restauração no ano seguinte. Minha mãe também aceitou a Jesus e desceu às águas em julho de 2011.

Hoje, ajudo em um trabalho que se chama “Café Convívio”, onde posso ajudar e aconselhar pessoas que passam pelo que eu passei.

Antes, eu era um jovem frustrado, com sonhos perdidos e um imenso vazio dentro de mim. Hoje, posso dizer: Jesus mudou minha vida, devolveu-me a alegria de viver e preencheu o vazio que havia em meu coração!!! Sou grato a Deus por tudo que Ele fez por mim e minha família!

About The Author

Equipe de comunicação da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus - Ministério Restauração.

Related posts

X