“Estava completamente sem dores ou dificuldades, olhando minhas muletas escoradas na parede!”

Maria Cleimar testemunhou a cura durante uma das consagrações da UF
Maria Cleimar testemunhou a cura durante uma das consagrações da UF

Na consagração da União Feminina do mês de abril, a irmã Maria Cleimar Santos de Oliveira, de 65 anos, da Sede de Viamão, testemunhou de um grande milagre de cura para a Igreja:

“Desde 2010, eu tinha um desgaste ósseo na bacia por falta de lubrificação entre os ossos. Fiz Raio-X, e o médico disse-me que não havia tratamento, somente cirurgia. Recusei-me a fazer cirurgia e nunca mais apareci no médico. Fiquei, então, 4 anos sem poder me ajoelhar ou subir escada. Dormia só de um lado, usava duas muletas para me locomover e chorava por não poder fazer a limpeza da casa. Somente uma coisa eu não deixei de fazer: ir na Igreja. Pedi a Deus que gostaria de estar em todos os eventos da União Feminina de Viamão e da Sede. Tinha prazer nisso e fé que um dia seria curada por Deus.

Minhas dificuldades de locomoção eram tão grandes, que quando eu descia do ônibus quase sempre caía, ralando meus joelhos. Isso fez com que meus familiares me proibissem de sair de casa a pé. Mas eu não obedeci. Disse firmemente: Não me proíbam de ir na casa do Senhor!

Em 2012, Deus estava operando muitos milagres em nossa igreja em Viamão e eu chorava, perguntando a Deus quando se daria o meu milagre. A irmã Albertina Pacheco orou comigo em prol da minha saúde. Resolvemos que, se eu fosse curada, testemunharia na Sede Internacional, para glória de Jesus.

O tempo passou e, numa certa manhã, acordei-me e fui ao banheiro, como de costume. Quando voltei ao quarto, percebi que estava caminhando sem muletas e fiquei perplexa com minha agilidade. Deitei e levantei novamente, para entender o que estava acontecendo. Estava completamente sem dores ou dificuldades, olhando minhas muletas escoradas na parede! Dei glórias a Deus por toda a casa, praticamente o dia inteiro!

Minha família testemunhou a vitória da minha perseverança. Hoje, sou perfeitamente normal. Jesus me curou e estou cumprindo meu voto publicamente. Glórias a Deus!”

About The Author

Equipe de comunicação da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus - Ministério Restauração.

Related posts

X