II CRUZADA DE MILAGRES – VEJA MAIS IMAGENS

II CRUZADA DE MILAGRES – VEJA MAIS IMAGENS

Por volta das 15h30min do dia 1º de setembro de 2018, no Centro de Porto Alegre, iniciava a II Cruzada de Milagres do Ministério Restauração.

Durante a semana que antecedeu o evento, meteorologistas alertavam para a forte chuva prevista para aquele sábado. Todos oravam pedindo que Deus estivesse no controle de tudo, inclusive das condições climáticas. As guerreiras da União Feminina, em especial, que tiveram a incumbência de organizar o evento, clamavam de forma intensa. No dia anterior, o Senhor derramou sobre Seu povo uma dose especial de fé e determinação. A apreensão deu lugar à convicção, que foi manifestada nos status do WhatsApp de muitos: “Eu vou mesmo com chuva”, dizia a frase ladeada pela imagem de um guarda-chuva aberto e o anúncio da Cruzada.

Ao meio-dia, como pode ser visto em matéria publicada anteriormente (clique aqui para ler mais), mesmo com a chuva, a Sede Internacional estava completamente lotada para o evangelismo que seria realizado antes do evento. E, ás 15h, o Largo Glênio Peres, localizado diante do Mercado Público da cidade, um dos pontos mais conhecidos da capital gaúcha, já estava tomado de jovens, crianças, senhores e senhoras. Vestidos com os uniformes de seus respectivos departamentos sob capas de chuvas encharcadas e portando guarda-chuvas e sombrinhas, todos estavam ali dispostos a proclamar que não há impossíveis para Deus!

Logo no início do evento, o Grande Coral do Ministério Restauração, composto por integrantes dos departamentos da União Feminina, Juventude e Cavalheiros, além do Pilar Infantojuvenil do Departamento de Ensino, já adorou a Deus com dois hinos que impactaram os presentes. Testemunhos e louvores marcaram a tarde e o coração de quem estava lá, crentes ou não.

Em alguns momentos, a chuva parou e até um sol tímido se apresentou. No entanto, no momento mais importante, quando o Pr. Humberto Schimitt Vieira, Presidente do Ministério Restauração, começou a ministrar a Palavra de Deus, a chuva recomeçou com força. A reação das pessoas, principalmente dos visitantes, mostrou, mais uma vez, que o nosso Deus é o Deus do Impossível: o normal seria que grande parte dos presentes corressem e procurassem lugares onde pudessem se abrigar, mas não foi o que aconteceu. As pessoas simplesmente abriram seus guarda-chuvas, tornaram a colocar suas capas e, permanecendo onde estavam, continuaram recebendo e absorvendo cada “gota” da mensagem de Deus que era transmitida pelo pregador.

No momento do convite e oração final, em muitos rostos, lágrimas se misturavam à chuva que caía. E a glória de Deus foi derramada sobre todos muito mais abundantemente do que a água que a chuva trazia. Muitos correram até a frente, ansiosos por entregarem suas vidas a Jesus, e foram instantaneamente libertos! Uma senhora chegou a jogar sobre o palco a carteira de cigarros, algo que, depois relatou, por muitos anos a aprisionava. Alguns receberam também o batismo com o Espírito Santo. E, como se não bastasse, o Senhor começou também a curar. Paralíticos que assistiram ao culto apoiados em suas muletas saíram daquele lugar totalmente restaurados. Um deles, inclusive, até então não-crente, esteve na Sede Internacional na última quarta-feira: fazia questão de agradecer pelo milagre que havia recebido. Em decorrência de um AVC, não podia caminhar sem muletas, mas, naquela chuvosa tarde, Deus havia tornado possível aquilo que por muito tempo era para ele impossível. Aleluia!

Com certeza, Deus agiu muito além do que os olhos humanos puderam detectar. Muito do que foi realizado nesse dia de grande vitória para o povo de Deus só será desvendado na Eternidade. Só resta-nos agradecer e louvar a este Deus que, com chuva ou sem chuva, continua o mesmo Deus do Impossível ontem, hoje e eternamente!

Veja, a seguir, mais imagens dessa tarde memorável:

About The Author

Equipe de comunicação da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus - Ministério Restauração.

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X