UM NOVO DESAFIO

Uma criança de pouca idade, a respeito de seu lar, a respeito de sua família, tem mais conhecimento do que uma pessoa mais capacitada que não viva nessa casa.

Assim é também no Reino de Deus. Por menor que seja, ainda que possua pequena capacidade, por mais ignorante que seja, se uma pessoa nasceu de novo, se vive no Reino, se mantém comunhão com Deus, a respeito das coisas espirituais, certamente sabe mais do que o maior sábio do mundo, que não possui o Espírito de Deus.

Precisamos ter consciência de que Deus vive na pessoa que, de coração, crê em Jesus. Suas experiências com Deus começam quando aceita a Jesus e prosseguem de acordo com o seu crescimento espiritual, até chegar ao fim, até entrar na eternidade.

Fp 1.6: “Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus.”

O homem mais poderoso do mundo ignora o poder do sangue de Jesus. O crente mais pobre, mesmo analfabeto, O conhece e, pela fé nEle, se mantém livre, guardado por Deus de todos os laços e tentações de Satanás.

Ap 1.5: “e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos nossos pecados…”

O mundo sem Deus tem medo do diabo. O crente, por simples que seja, o enfrenta em nome de Jesus e proclama a Palavra libertadora de Deus. Vemos esse exemplo em João Batista.

Mc 1.6: “As vestes de João eram feitas de pêlos de camelo; ele trazia um cinto de couro e se alimentava de gafanhotos e mel silvestre.”

Mc 1.4: “apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados.”

Nos caminhos de Deus, enfrentamos uma luta que não tínhamos no mundo. Lá éramos inteiramente submissos ao domínio da carne, ao domínio dos pensamentos. Éramos inteiramente dominados por toda ação do diabo.

Ef 2.1-3: “Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais.”

Ao aceitarmos Jesus, fomos transportados do reino das trevas, para o Reino do Filho do amor de Deus.

Cl 1.13: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor…”

Desse momento em diante, o reino das trevas tornou-se nosso inimigo. Não podemos voltar atrás.

2 Pe 2.20-22: “Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro. Pois melhor lhes fora nunca tivessem conhecido o caminho da justiça do que, após conhecê-lo, volverem para trás, apartando-se do santo mandamento que lhes fora dado. Com eles aconteceu o que diz certo adágio verdadeiro: O cão voltou ao seu próprio vômito; e: A porca lavada voltou a revolver-se no lamaçal.”

Só resta aceitar o desafio e entrar numa autêntica guerra espiritual, que só terminará na eternidade.

Ef 6.11-13: “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.”

Você já aceitou este desafio?

About The Author

Irª Maria Schimitt Vieira

Membro da Sede Internacional da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração.

Related posts

X