REI, PROFETA e pai

REI, PROFETA e pai

“Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma.” Provérbios 29.17

Davi foi o principal rei de Israel. Invencível nos campos de batalha, estadista, realizador, tirou Israel da condição de um agrupamento de tribos para projetá-lo como nação respeitada no cenário de então.

No entanto, Davi, como pai, teve uma vida atribulada. Entre outras tragédias familiares, dois de seus filhos, Absalão e Adonias, foram protagonistas de dois golpes de estado contra o próprio pai. Um de seus filhos estuprou a irmã. O violador, por sua vez, foi assassinado pelo outro irmão.

Por que esse homem extraordinário falhou como pai?

Em 1 Reis 1.6, a Bíblia responde essa pergunta quando fala da relação de Davi com Adonias, um dos filhos golpistas: “Jamais seu pai o contrariou, dizendo: Por que procedes assim?”

Não se sabe se por afeto, descuido ou fraqueza, tem-se a impressão que Davi não se opunha ao mal que os filhos faziam. Era um pai conivente, desses que acha bonito o filho bater em todos porque é machão, ou que se orgulha da filha de cinco anos que já demonstra seus dotes de conquistadora.

Davi era rei de uma nação, mas, na sua casa, reinavam seus filhos. O resultado, como se viu, foi funesto.

Embora seja difícil, embora pareça cruel que, após uma jornada de trabalho fora de casa, tenham que corrigir e “brigar” com os filhos com quem passam tão pouco tempo, os pais não podem abrir mão desse dever. Se o fizerem, colherão frutos amargos e irreversíveis.

Escola, Estado, sociedade, ninguém pode ocupar o lugar reservado pelo Criador para os pais: “Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma” (Provérbios 29.17).

About The Author

Pr. Humberto Schimitt Vieira

Presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração, no Brasil, e do “Restoration Ministries”, nos Estados Unidos da América. Bacharel em Teologia, é conferencista, editor, professor de Missiologia e autor de diversos livros

Related posts

1 Comment

  1. Arlan Machado

    Creio que por causa de seu pecado com Bate-Seba,sentiu-se acusado na sua consciência e não teve autoridade para repreender seu filho Amnon quando abusou de Tamar,consequências do seu pecado,perdeu autoridade no lar.

Comments are closed.

X