O PERIGO DA AUTOPROMOÇÃO
Photo Credit To Unsplash

O PERIGO DA AUTOPROMOÇÃO

“Humilhai-vos na presença do Senhor, e Ele vos exaltará.” Tiago 4.10

Em Provérbios 3.7, a Bíblia diz: “não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal”.

A autocomiseração faz com que a pessoa se ache uma coitada. Ela cai no abismo do complexo de inferioridade. Pensa que todos a perseguem e a desprezam; torna-se queixosa, desanimada e depressiva.

Por outro lado, a soberba leva a pessoa a se autopromover. Igualmente torna-se queixosa, pois imagina que deveria ocupar uma posição ou estar numa situação melhor daquela em que está. Essa pessoa tem uma vida de ilusão. A Bíblia diz que “se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana” (Gl 6.3).

Portanto, não devemos pensar de nós mesmos nem menos e nem mais daquilo que somos.

Paulo entendeu isso e afirmou “pela graça de Deus, sou o que sou” (1 Co 15.10). Aleluia! Que maravilha, que descanso, eu sou o que sou pela graça de Deus, e não pela minha capacidade. Não sou mais e nem menos do que aquilo do que Deus quer que eu seja. Essa é a tranquilidade daquele que realmente põe sua vida nas mãos de Deus.

Quando entendemos isso, passamos a desfrutar com alegria daquilo que Deus nos dá, ao invés de ficarmos sempre cobiçando aquilo que ainda não alcançamos.

Os homens que Deus chama consideram-se incapazes para a chamada. Isaías reconhecia que tinha lábios impuros para ser um profeta; Jeremias se sentia como uma criança; Moisés se achava pesado de língua; Saul se escondeu no meio da bagagem; Davi, mesmo depois de ungido, continuou pastoreando no campo, etc. Vemos, por outro lado, que aqueles que almejaram grandes coisas, como Absalão e seu irmão Adonias, acabaram não sendo coisa alguma.

Entre os discípulos de Jesus, havia uma disputa por posições. Eles lutavam para ver quem seriam os dois líderes ao lado de Jesus. Os mais acirrados na disputa eram os irmãos Tiago e João. Até a mãe deles fazia política em favor dos filhos (Mt 20.21).

Pois nenhum dos doze levou a vitória. Os dois homens que seriam os grandes líderes da igreja primitiva nem haviam se convertido ainda. Tiago, irmão de Jesus por parte de mãe, que seria o grande líder da igreja em Jerusalém, pastor por excelência, converteu-se após a ressurreição (Mt 13.55; Jo 7.5; At 12.17). Igualmente Paulo, apóstolo por excelência, somente veio a se converter após a ressurreição.

Aprenda a descansar em Deus, e se alegrar naquilo que ele faz em tua vida. Quem e o que tu serás cabe a Deus. A ti, cabe seguir o conselho de Salomão: “teme ao Senhor e aparta-te do mal”, pois as coisas de Deus não dependem nem de quem quer e nem de quem corre, mas de Deus, que usa de misericórdia (Rm 9.16).

About The Author

Pr. Humberto Schimitt Vieira

Presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração, no Brasil, e do “Restoration Ministries”, nos Estados Unidos da América. Bacharel em Teologia, é conferencista, editor, professor de Missiologia e autor de diversos livros

Related posts

X