NÃO DEIXE O PASSADO LIMITAR TEU FUTURO
Photo Credit To Unsplash

NÃO DEIXE O PASSADO LIMITAR TEU FUTURO

“Porque para mim tenho por certo que os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” Romanos 8.18

O povo de Israel era escravo no Egito. Com a intervenção miraculosa de Deus, Moisés conseguiu libertar aquele povo da escravidão, conduzindo-o, por um caminho no deserto, em direção à terra prometida.

No deserto não havia beleza: areia, pedras e arbustos retorcidos era tudo o que se via. Comparada com o que havia no Egito – alhos, pepinos e melões – a vista era deprimente. Junto com o povo de Deus, saíram do Egito pessoas que se emocionaram com o movimento do êxodo, mas que não eram crentes em Deus. Essa gente começou a reclamar. Achava que as coisas do passado eram o melhor que poderia ter, mesmo com o sofrimento da escravidão.

Eles não se davam conta que, entre duas cidades há a estrada desértica, entre dois montes há o vale escuro e entre a terra e o céu há o portal da morte.

Todos que crescem, que progridem, que avançam, pagam o preço da renúncia, do trabalho, da economia e do esforço. O caminho é penoso, mas não é o fim, é apenas o meio.

Para que se vença o caminho é necessário ter a visão no destino. É necessário crer que no final da jornada há a recompensa.

A maior parte do povo que saiu do Egito, por sua falta de visão sobre o bem que Deus lhes havia preparado, caiu no deserto. Desistiram da conquista.

Porém, para os que chegaram, havia uma surpresa: romãs, figos e cachos de uva, que necessitavam de dois homens para serem carregados, superavam em muito o que deixaram no Egito. E eram livres!

Jesus propõe a nós o mesmo desafio. Para que você alcance o que Deus tem para ti, tens que abandonar o Egito e, no caminho até o destino que Ele preparou para ti, há o deserto da renúncia do pecado, da tua vontade e dos teus caprichos. Mas lá no fim há um rio de águas cristalinas te esperando, em cujas margens verdejam campos e pomares, onde tua fome e tua sede serão saciadas e onde o repouso será achado por tu’alma cansada da jornada.

About The Author

Pr. Humberto Schimitt Vieira

Presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração, no Brasil, e do “Restoration Ministries”, nos Estados Unidos da América. Bacharel em Teologia, é conferencista, editor, professor de Missiologia e autor de diversos livros

Related posts

X