ERA JESUS UM HIPÓCRITA?

ERA JESUS UM HIPÓCRITA?

Poucas pessoas entenderiam minhas batalhas. Tenho que carregá-las só. Sempre com um sorriso nos lábios e dizendo “está tudo bem”.

Por isso, é tão importante receber de Deus forças para não me queixar, não murmurar e nem demonstrar o peso da cruz! Mas não é fácil.

Quando tomamos essa atitude, às vezes nos sentimos um tanto “hipócritas”. Mas, na verdade, não é hipocrisia. Apenas uma forma de olhar o problema. Pois, se Deus está no controle de tudo, se realmente entregamos nossas vidas a Ele, então está mesmo tudo bem. O “tudo bem” passa a ser na ótica dEle, não na nossa ótica.

Temos que ser espirituais, viver no Espírito.

Sabe? Eu fico pensando como é que fui cometer certos erros grosseiros. E vejo que foi em razão de cair nesta armadilha do diabo: ele usa alguém para me abalar e sair do Espírito. Aí, a gente fica presa fácil em razão de nossos instintos. Pois passamos a agir como pessoas normais, a ter reações normais e saímos da “loucura de Deus”.

Há um processo divino, e quando saímos da dimensão espiritual e voltamos para a carnal, só atrapalhamos Deus. Pois Deus não pode negar a si mesmo. Ele não vai usar meios humanos para atingir um propósito santo e divino.

Acho maravilhoso o caminho que Jesus nos ensinou. Ele chamou Judas de “amigo”. Estaria Jesus sendo debochado, irônico ou hipócrita? Com certeza, não.

Então, por que Jesus chama o traidor de amigo?

Porque Jesus, com seus olhos benignos, continuava a ver o bem que Judas lhe fizera. Por três anos, esse discípulo esteve lhe ajudando, comprando coisas, levantando fundos, etc.

A benignidade de Jesus filtrava a sua relação, e esse filtro retinha as sujeiras da maldade de Judas. A maldade de Judas não feria mais o coração de Jesus, pois ele via somente o bem que Judas lhe fizera. Assim, continuava vendo o “amigo”.

A maldade de Judas voltava para Judas. Foi por isso que ele se matou. Se Jesus tivesse castigado Judas, seu remorso teria sido satisfeito pela punição de Jesus. Mas imagina por quanto o remorso de Judas se multiplicou ao se lembrar da expressão doce de Jesus lhe dizendo “amigo”. Aquele olhar doce, sem nenhuma repreensão.

A atitude de Jesus destrói por dentro o pior Judas. E Judas mesmo irá se autodestruir. Judas está morto. Jesus está vivo.

Não podemos morrer antes do tempo. Não podemos deixar que a amargura nos destrua. Nenhum Judas pode ter poder sobre as nossas vidas.

Temos que continuar vendo em cada pessoa que nos fere somente o bem que nos fez, e ir para a cruz. Calados.

Mas não um calado cujo coração é um vulcão prestes a explodir. Pois aí estaríamos nos autodestruindo também. Mas, calados, porque alcançamos a graça de Deus de não sermos atingidos pelo mal dos outros.

E o mal de cada um voltará a si próprio, como aconteceu com Judas.

Pr. Humberto Schimitt Vieira

*A imagem que ilustra este artigo mostra uma das oliveiras do Jardim do Getsêmani, onde, com um beijo, Judas traiu Jesus.

About The Author

Pr. Humberto Schimitt Vieira

Presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração, no Brasil, e do “Restoration Ministries”, nos Estados Unidos da América. Bacharel em Teologia, é conferencista, editor, professor de Missiologia e autor de diversos livros

Related posts

1 Comment

  1. Moisés Soares Alves

    E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Lucas 9:23

    Reply

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X