A FAMÍLIA CRISTÃ

“E disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea… Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne” (Gn 2.18,24).

A família tem sido muito atacada por Satanás, porque ela é uma criação divina. Ele tem procurado desunir o casal e afastar os filhos dos pais. A sede de dinheiro tornou-se mais importante que a família aos olhos da sociedade. Algumas pessoas chegam ao absurdo de dizer que a mulher que fica em casa cuidando dos seus filhos é uma mulher frustrada. Até pode ser que para algumas pessoas isso seja verdade, mas generalizar é algo errado e perigoso que pode abater muitos vínculos familiares.

Hoje, muitos casamentos são formados por dois estranhos que se reúnem, à noite, para dormir. Trabalham fora e têm muito pouco em comum. Geralmente a mulher ainda cumpre uma segunda jornada de trabalho no lar sem ter a colaboração do marido para isso. Nos lares onde Cristo não é o Senhor, ainda existe a televisão que, além de trazer toda a sorte de imoralidade e violência, rouba o resto de tempo que eles teriam um para o outro e acaba afastando o casal. Isso também gera órfãos de pais que estão vivos, mas nunca têm tempo para os filhos.

A família está deixando de ser família para ser apenas um lugar onde algumas pessoas, que por uma eventualidade biológica são parentes, reúnem-se para passar a noite.

A vontade de Satanás é usar esta conjuntura para fazer com que o casal não sinta mais amor um pelo outro e que a família acabe sendo destruída. As novelas brasileiras têm sido usadas para instigar nas pessoas um padrão moral totalmente reprovável e contrário à Palavra de Deus. Tentam e, geralmente, conseguem passar a imagem que ter quatro ou cinco maridos é algo normal. Satanás tem conseguido iludir até alguns crentes com a mensagem de que ter a família na igreja e amar a esposa e os filhos não é tão importante, porque existem coisas mais importantes na vida. Mas todo o sucesso que alguém consegue ter na sua vida, não paga o preço de um lar destruído. A alma de seu cônjuge e de seus filhos são bens eternos e não há dinheiro que possa pagá-los.

Hoje, muitos casamentos são formados por dois estranhos que se reúnem à noite para dormir na mesma casa

Em Tt 2.3-4 lemos: “Quanto às mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias em seu proceder, não caluniadoras, não escravizadas a muito vinho; sejam mestras do bem, a fim de instruírem as jovens recém-casadas a amarem a seus maridos e a seus filhos”. O amor não é apenas um sentimento, mas é algo que deve ser moldado e cultivado. Existe uma ciência no amor e o maior segredo está na renúncia. Este é  o grande problema nos casamentos atuais. Não existe renúncia. Eles dizem: “Se ele quiser me aceitar assim, que me aceite”. O mundo nos ensina a ser individualistas. A própria política neoliberal que domina o mundo ensina que é cada um por si e que o governo não deve interferir em nada. Neste mundo não existe lugar para o bom samaritano ou para o mandamento de Jesus, quando disse: “se alguém te mandar caminhar uma milha, caminha duas”.

O que se fala no mundo é que você tem que levar vantagem em tudo. É a chamada Lei de Gérson. Quando isso é aplicado no lar, gera desavenças. Os dois são uma só carne. Imagine se a mão esquerda quisesse levar vantagem sobre a mão direita. Não é assim. O mesmo sangue que alimenta a mão esquerda, também alimenta a mão direita.

Temos que pedir a Deus que a nossa família não se desintegre em nenhuma hipótese. Nada, exceto o adultério, justifica a desintegração do casal. A Bíblia Sagrada é clara: os dois são um só corpo. Se a sua mão esquerda está doente, a mão direita não vai dizer para cortá-la fora, mas vai tentar restaurá-la. Porque o corpo precisa das duas mãos.

Existe uma ciência no amor, e o maior segredo está na renúncia.

Nada justifica uma briga entre o casal. Podem discutir idéias, mas jamais brigar ou levantar a voz um contra o outro. Só um louco para usar uma mão para machucar a outra. Ninguém faz isso porque é o mesmo corpo e todo o corpo será prejudicado. Da mesma forma acontece, quando um dos cônjuges ataca o outro: ambos são afetados porque é um só corpo. Porque é o mesmo corpo que a Bíblia fala em Ef 5.28: “Quem ama a sua esposa, ama a si mesmo”.

Eu lhe afirmo que, se você se dispuser a resolver os problemas da sua família, Deus vai estar ao seu lado porque essa é a vontade dele.

Deus disse “deixará o homem seu pai e sua mãe”. Um dos maiores problemas que podem acontecer para prejudicar a união do casal é quando intervém uma terceira pessoa. Pode ser pai, mãe, sogra, sogro ou qualquer outra pessoa. Às vezes, até filhos crianças que jogam um contra o outro. Certa vez eu pregava em uma cidade de Santa Catarina e Deus me deu uma visão muito clara de uma menina de seis anos que estava causando a separação de seus pais. Eu falei à igreja e, imediatamente, um irmão saiu do seu lugar e foi, chorando, abraçar a sua esposa. Em casos assim, é necessário saber discernir o potencial destrutivo de algumas situações e lembrar-se que o mais importante é você e seu cônjuge serem um só corpo, um só espírito.

Quando um dos membros do casal não é crente, sempre haverá uma divergência espiritual. Mas, se os dois são crentes, necessariamente, tem que haver a mesma comunhão. A Bíblia diz que, no arrebatamento da igreja, se houver dois em uma cama, um será tomado e o outro deixado. Sempre que estiverem dois em uma cama, no máximo um deles será tomado. Mas, se os dois formam uma só carne, um só espírito, um em Cristo, então ambos subirão.

Se os cônjuges são crentes e está havendo problemas no relacionamento, não lutem entre si, mas lutem com Deus para que Ele dê vitória.

Procure aprender a ciência de amar a sua esposa. O homem é o sacerdote. Quando vir algo errado na sua esposa, não aceite o erro, mas vá lutar com Deus para que o Senhor a liberte. Você vai guerrear e Deus vai estar com você nessa batalha. Você também, irmã, deve agir da mesma forma, porque nada justifica a briga.

Em certo sentido, algumas partes do corpo agem de forma mais intensa. Por exemplo, um canhoto usa mais a mão esquerda e o destro, a direita. Mas ambos utilizam as duas, porque tanto uma como a outra são importantes. Experimente lavar as mãos sem usar a outra. Ou cortar a carne usando apenas uma mão. Assim também é o casal. Deus colocou o homem como líder, mas nem por isso a mulher é menos importante. Um precisa do outro. Tudo que procura causar divisão entre o casal vem de Satanás.

Lembre-se que, quando os lares são unidos, a igreja é abençoada. Mas, quando há desunião nas famílias, há trevas espirituais na igreja, porque o Espírito Santo não age onde há desunião.

Que Deus venha a unir cada vez mais a sua família.

About The Author

Pr. Humberto Schimitt Vieira

Presidente da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus Ministério Restauração, no Brasil, e do “Restoration Ministries”, nos Estados Unidos da América. Bacharel em Teologia, é conferencista, editor, professor de Missiologia e autor de diversos livros

Related posts

X