II RETIRO GERAL DE MÚSICA – JUVENTUDE RESTAURAÇÃO

II RETIRO GERAL DE MÚSICA – JUVENTUDE RESTAURAÇÃO

Na manhã chuvosa do dia 13 de maio de 2017, os músicos, regentes e levitas da Juventude Restauração e outros departamentos se reuniram na casa de retiros em Bom Retiro do Sul/RS para buscar e adorar ao Senhor. Com o intuito de receber mais do Senhor e aprender da Sua Palavra, os 55 irmãos presentes no retiro, desde os primeiros momentos, já clamavam a Deus em oração.

O Dc. Ulisses Guimarães, Líder do Pilar de Música da Superintendência da Juventude, deu abertura ao evento, enfatizando a importância e o privilégio de estar napresença do Senhor, que honra os Seus filhos e derrama as Suas bênçãos. Na sequência, algumas orações especificas foram realizadas, quando também foi levantado um clamor especial pela vida da irmã Danielle Tavares e sua família.

A primeira ministração foi feita pelo Pb. Rafael Pacheco, Superintendente da Juventude em exercício, que, com base em Sl 51.1-19, falou brevemente sobre Davi. O preletor levou os presentes a refletirem sobre as suas próprias debilidades, mostrando que, assim como Davi, todos os seres humanos são sujeitos a momentos difíceis. De tudo o que se tem, é preciso priorizar a presença do Espírito Santo, pois, independentemente de defeitos e falhas, é necessário ter comunhão com Ele e compreender a Sua vontade.

Após o convite realizado ao final da mensagem, os irmãos Ismael Mendes e Karine Almeida, integrantes do Pilar de Música da Superintendência e regentes do Grande Coral do Ministério, falaram sobre as atribuições de cada integrante de um pilar de música e as relações hierárquicas entre os mesmos. O Dc. Ulisses, direcionado por Deus, falou sobre a graça concedida pelo Senhor sobre a vida dos Seus servos, que, mesmo não merecedores, são transformados por Ele. Deus falou fortemente com Sua Igreja: é preciso que cada crente seja exemplo em todos os lugares, com a vida e com as vestes, para que possa dizer, assim como Jesus: “vem e segue-me”. A glória de Deus foi manifesta de forma poderosa, de maneira que muitos irmãos puderam senti-la. Aleluia!

Ainda durante a tarde, um estudo bíblico foi ministrado pelo Dc. Ulisses. Além de falar sobre a história da música, mostrando como ela é composta e apresentando os conceitos musicais que foram sendo aprimorados através dos tempos, com base em Jo 4.21-23, o preletor enfatizou a importância de se fazer tudo no espírito e ser um verdadeiro adorador: alguém que tem algo a oferecer a Deus, não apenas um músico, mas alguém que o adora em espírito e em verdade. Salientou também que um músico precisa ter uma vida de jejum e oração, por isso deve “orar quando tem vontade, orar quando não tem vontade e orar até ter vontade de orar”.

Após um intervalo, todos novamente se reuniram no cenáculo para um culto de adoração a Deus. Louvores foram entoados de maneira que o mundo espiritual se abriu e os presentes puderam sentir a presença forte do Senhor. A jovem Daysi, do Paraguai, trouxe um relato da obra naquele país e falou do que lhe levara até o retiro: o desejo de aperfeiçoar a sua adoração a Deus. Por meio de louvores entoados pela irmã, ela pôde demonstrar a sua gratidão em estar no retiro, não importando o tempo de viagem de 24h, do Paraguai até a cidade de Bom Retiro do Sul/RS, contabilizando o deslocamento, chegada e partida. A glória de Deus mais uma vez encheu a casa onde todos estavam reunidos.

O Pr. Adriano Licidônio, Encarregado da Área Canoas Oeste, foi o preletor da noite de sábado. Com base em Mt 25.9-11, ele falou de experiências que teve com Deus na música e deixou uma mensagem à igreja sobre a importância de estar em oração em todos os momentos para suportar as adversidades que surgem, pois a vinda do Senhor está próxima. “Deus quer que cantemos e toquemos da melhor forma, para apresentar algo agradável a Ele”, dizia o pregador. Logo depois, foi feito o convite,quando mais uma vez a grandiosa graça e presença de Deus se manifestou, renovando muitos dos que estavam ali.

O encerramento do retiro, no domingo, foi de intenso clamor a Deus e estudos bíblicos. Pela manhã, orações em ondas foram realizadas, além de uma dinâmica cujo objetivo era que se formassem grupos de adoração com jovens, moças e moços de áreas diferentes, para juntos louvarem ao Senhor.

Antes do encerramento, o Dc. Ulisses Guimarães ainda trouxe mais uma reflexão aos presentes. Com base em Gn 31.27 e outras referências bíblicas, ele explicou como era a música nos tempos bíblicos, revelando que era comum haver profecias em meio ao louvor, e salientou a importância de hinos que exaltem a grandeza de Deus, pois é por meio da adoração que Ele se move para abençoar o Seu povo, como ocorreu com Paulo e Silas enquanto davam louvores a Deus na prisão. Mais uma vez foi frisado que Deus procura os verdadeiros adoradores, que o adorem quando há luta ou quando tudo está em paz, quando estão em tribulação e quando as coisas não estão fáceis. Um convite foi feito, e os presentes puderam desfrutar mais uma vez da presença maravilhosa do Mestre Jesus. Aleluia!

O Pilar de Música da Superintendência da Juventude agradece a Deus por mais esta oportunidade de estar em Sua presença e aprender mais como ser um verdadeiro adorador.

Veja, a seguir, algumas fotos deste evento:

About The Author

Related posts

X