13ª CONFRATERNIZAÇÃO DA TURMINHA RESTAURAÇÃO DA ÁREA SANTA TEREZA/ PORTO ALEGRE

13ª CONFRATERNIZAÇÃO DA TURMINHA RESTAURAÇÃO DA ÁREA SANTA TEREZA/ PORTO ALEGRE

Nos dias 11 e 12 de novembro, foi realizada a 13ª Confraternização da Turminha Restauração da Área Santa Tereza, localizada na Zona Sul de Porto Alegre.

As crianças começaram a se reunir já no sábado pela manhã, quando oraram, louvaram a Deus e ouviram uma breve mensagem, baseada no Salmo 150, sobre louvor e adoração a Deus, por meio da irmã Priscila Lima, professora da Escola Bíblica Infantil da Área.

Após terem ouvido a Palavra, as crianças ensaiaram e também tiveram a oportunidade de confeccionar instrumentos musicais com garrafas pet. Todas, muito animadas, saíram pelas ruas para evangelizar e convidar as pessoas para participarem do evento que se iniciaria à noite. Era incrível ver as pessoas saindo na janela de suas casas para observar os pequenos tocando seus “instrumentos” e, por meio do louvor, convidando “Venha fazer parte da família de Deus”.

Sem perder a oportunidade, a Turminha entregava jornais e convites, enfatizando a todos a importância do evento. Muitos moradores, tanto adultos quanto crianças, aceitavam de bom grado a abordagem. Muitas crianças perguntavam, animadas, “onde será o evento?”, “que horário?”, e já confirmavam sua participação. Em seus semblantes, era evidente o desejo de participarem dessa Turminha abençoada.

Ao meio-dia, as crianças, juntamente com alguns pais e irmãos que apoiaram o evangelismo, retornaram para suas casas. Porém, era visível em seus rostos o quanto estavam satisfeitos em buscar almas para Jesus. Por elas, continuariam evangelizando por mais tempo.

Às 18 horas, a Turminha se reuniu novamente na igreja para o último ensaio. O culto foi iniciado com orações e louvores. A menina Verônica Scheffer, que também faz parte da Turminha Santa Tereza, adorou ao Senhor. A pregação da Palavra ficou sob a responsabilidade do menino Matheus, de Eldorado do Sul, que, mesmo sendo uma criança, foi poderosamente usado por Deus enquanto ministrava a Palavra com base em Mateus 3.1-4. O pequeno pregador salientou que, às vezes, queremos ser como João Batista, mas não queremos pagar o preço da santificação. “Para sermos como João Batista, temos que nos santificar”, proclamava o pregador mirim. Ao término da mensagem, crianças e adultos se reuniram em frente ao altar, num momento de oração e busca a Deus, pedindo que viessem a ser como João Batista, usados por Deus, mas que também fossem santificados na presença do Senhor. Muitos foram tocados fortemente pelo Espírito Santo, de forma que, em muitos rostos infantis, olhos cheios de lágrimas eram notórios.

No domingo à tarde, por volta das 15 horas, as crianças, juntamente com os pais, alguns irmãos e os responsáveis pelo Departamento Infantil da Área Santa Tereza, começaram a se reunir em frente à Praça Pelotense, localizada no mesmo bairro da congregação Santa Tereza. Enquanto iam chegando, as pessoas não crentes que estavam na praça observavam o movimento e questionavam o que aconteceria naquele local. Levantaram-se algumas barreiras a fim de que a Praça Pelotense não fosse ocupada pela igreja, porém Deus deu vitória ao Seu povo. Aleluia!

Às 16 horas, a Turminha seguiu para um grande evangelismo naquela região, acompanhada de instrumentos musicais, carro de som, jornais e convites. A população daquele bairro se impressionava com o movimento que estava ocorrendo através daquelas crianças. Muitas crianças e adultos foram evangelizadas pelas próprias crianças e, uma delas, no momento em que foi evangelizada decidiu seguir juntamente com a Turminha, evangelizando e, posteriormente, participando da Escola Bíblica ao Ar Livre e do culto de encerramento.

Após esse grande evangelismo muito proveitoso, todos retornaram para a Praça Pelotense onde já estavam reunidos outros irmãos. Deu-se início, então, à 1ª Escola Bíblica Infantil ao Ar Livre! Na ocasião, a Irª Quezia Veiga entoou louvores com as crianças que ali estavam. Enquanto as crianças, atentas, estavam sentadas no chão da praça, a irª Priscila Lima contou a história de um menino que tinha tudo o que desejava, porém se sentia infeliz. Ao deitar em sua cama, ele chorava, sentindo um vazio em seu coração. Porém, um dia, uma amiga que conhecia Jesus, deu-lhe um livro de presente – a Bíblia. O menino, então, começou a ler aquele livro e sentiu uma presença maravilhosa, logo percebendo que ele não estava mais sozinho. Foi quando ele leu “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.” (João 15.13,14). Ele encontrara o melhor amigo! Quando a história finalizou, a irª Priscila perguntou quantas crianças desejavam aceitar a Jesus como seu melhor amigo e salvador. Para a surpresa de todos, sem pensar duas vezes as 11 crianças que estavam visitando levantaram suas mãos mostrando que aceitavam Jesus. A ir. Marines fez uma oração juntamente com as crianças, cada uma entregando o seu coração a Jesus e pedindo a Ele que fosse seu amigo. Ao término, o Pr. Ari Couto realizou uma oração agradecendo por tudo o que Deus havia realizado naquele dia. E todas as crianças cantaram em alta voz, juntamente com os adultos, dizendo “A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus”.

À noite, ocorreu o grande encerramento do evento. A menina Katiane Nervis, da Sede Internacional, louvou ao Senhor. O culto prosseguiu com muitos louvores de adoração a Deus entoados pelas crianças. Para alegria e surpresa de todos, algumas crianças e jovens que foram convidados no evangelismo da tarde estavam lá, ouvindo a Palavra de Deus. A ministração da Palavra foi feita pela irª Rafaela, de Cachoeirinha/RS. A irmã, inspirada por Deus, ministrou uma mensagem baseada no tema do evento: “Lâmpada para os meus pés é a Tua palavra e luz para o meu caminho” (Salmos 119.105). Foi algo simplesmente lindo de ver: enquanto a irmã Rafaela ministrava a Palavra de Deus de uma forma muito dinâmica, com o auxílio de um “tapete” por onde a personagem Ana buscava encontrar o caminho da salvação, as crianças ajudavam a preletora na busca dos versículos. Ao longo desse caminho, eram encontrados muitos “buracos” onde Ana poderia “cair” e não chegar ao término para encontrar a salvação: o buraco das más companhias, da desonra aos pais, do vício por televisão, computador e celular, da adoração a personagens, do desrespeito às autoridades, da preguiça, brigas, discussões, mentiras, fofocas e do desânimo. Em cada um dos exemplos, a ir. Rafaela ia pedindo que as crianças fossem buscando referências bíblicas relativas aos respectivos assuntos. Quando encontravam os versículos, a ir. Rafaela perguntava o que a personagem Ana deveria fazer: “Se deixar ser levada pelas más companhias, pelos vícios, etc… ou ficar com a Palavra de Deus?” As crianças, com toda a convicção, bradavam: “Com a Palavra!!!” Glórias a Deus!

Com essa convicção em seus corações, as crianças buscaram a Deus mais uma vez diante do altar. Muitas delas, em lágrimas, sentiam a presença do Deus Todo Poderoso e recebiam a transformação do Espírito Santo para cumprirem a Palavra de Deus.

O Pilar Infantil da Área é muito grato a Deus por ter proporcionado esses dois dias especiais na Sua presença, em que adultos e crianças que foram evangelizados puderam ter um encontro com Deus e se entregar Àquele que ilumina o caminho do homem através da Sua Palavra, que é lâmpada para os nossos pés!

About The Author

Equipe de comunicação da Igreja Pentecostal Assembleia de Deus - Ministério Restauração.

Related posts

X